10 Coisas Que Você não Deve Fazer em Sua Vagina

233640

Especialistas alertam: sua região íntima pode estar em perigo por causa de pequenas coisas que você sempre faz.

A saúde intima feminina é um assunto bastante delicado. Infelizmente, mesmo com as constantes e variáveis fontes de informações encontradas na internet, muitas mulheres ainda erram ao fazer a higiene íntima, proporcionando assim meios favoráveis para o desenvolvimento de infecções e outras enfermidades desagradáveis. Às vezes, pensando fazer o certo, as mulheres cometem erros que podem causar graves consequências à saúde. Veja a seguir oito coisas que as mulheres costumam fazer, mas que não deveriam continuar fazendo:

1. Usar absorvente diário todos os dias

Eles foram feitos para aquele final de menstruação que não se encaixa nem para usar o absorvente interno e nem um externo normal. Para quem usa todos os dias, a ginecologista e professora da Unifesp, Marair Sartori faz um alerta: “O uso diário de absorventes pode predispor a uma maior umidade na pele do períneo, o que pode acarretar mais secreção vaginal e mais infecções por fungos. O ideal é usar menos vezes ou trocá-los com bastante frequência.”

 

2. Tentar se livrar do “cheiro” da sua Vagina

A região tem sim um odor particular e que é absolutamente normal. Você só deve se preocupar/ficar alerta quando ele for muito forte e acompanhado de coceira ou ardor.

 

3….e também do seu corrimento

Todo mundo tem e cada mulher tem um tipo específico, às vezes mais ou menos do que quando comparada com as amigas. MAS TODO MUNDO TEM. “A secreção normal varia com a fase do ciclo menstrual. Assim, no meio do ciclo podemos ter corrimento em forma de muco, espesso, às vezes branco ou pouco amarelo”, explica a Dra. Marair.

4 – Usar duchas vaginais

O uso de duchas vaginais é prejudicial para a saúde vaginal da mulher. O ideal é usar água morna e, no máximo, sabonetes neutros. Não se deve exagerar no atrito na hora de lavar a região.

5. Noiar com a higiene

CLARO que você quer manter todo seu corpinho cheiroso e limpinho (só porque você quer e se importa com isso, certo?), mas o excesso de limpeza não faz nada bem. Não só para a sua vagina como para o corpo no geral. “O excesso de higiene pode acarretar perda das camadas protetoras da pele. A limpeza deve retirar detritos e sujidades, não a proteção”.

6. E por esse motivo, usar todos os tipos de apetrechos imagináveis para tal.

“Eu não estou para brincadeiras”

Miga, fuja dos desodorantes, perfumes e deixe os lenços umedecidos para ocasiões emergenciais. “O uso desses produtos, como desodorantes e perfumes, podem alterar o pH vaginal – e ainda causar alergias”. Ninguém quer ter uma alergia bem LÁ, né?

7. Sufocá-la com roupas muito justas e tecidos que não permitem uma boa ventilação.

Assim como eu, como você e todo os seres deste planeta, a sua região íntima também precisa “respirar”. Por isso, siga o conselho da Dra. Marair e prefira calcinhas com fundo de algodão e peças que tenham o tecido na composição. E para quem tem problemas maiores com umidade e fungos, dormir sem calcinha ajuda bastante. “O hábito reduz a umidade, melhora a ventilação e evita acúmulo de fungos. Mas nem todas as mulheres têm esses problemas”.

8. Culpá-la pelas infecções urinárias constantes

Não faça isso, ela é sua melhor amiga. Até porque, quando a sua vida sexual se torna mais ativa (leia-se: sexo com frequência), as chances de isso acontecer aumentam. “A atividade sexual facilita a subida de bactérias pela uretra, causando a IU. Por isso é importante urinar após a relação”, aconselha a ginecologista.

9. Expor sua vagina ao vapor

Cozinhar sua vagina em um spa, parece ser bastante popular hoje em dia. E sim, “cozinhar” descreve perfeitamente esta ação.

Isso ocorre porque vapor da vagina envolve você sentar em assentos especiais, que têm vapor que sai deles, em um tipo específico de spa, sem qualquer roupa por baixo. Esse vapor vai direto para sua vagina.

Como qualquer tipo de tratamento térmico, a melhor estratégia é a circulação de sangue na área. Por outro lado, os tratamentos a vapor resultam em queimaduras e irritação na área íntima. Além disso, não há nenhuma prova científica da eficácia deste procedimento.

10. Usar de alimentos durante o sexo

Sugerindo que você deve use preservativos, pelo amor de sua vagina e para o bem da sua saúde sexual, em geral, quando se envolver em relações sexuais, previna-se sempre.

Além disso, algumas pessoas gostam de se envolver em jogos criativos quando se tem sexo. No entanto, nós não recomendamos o uso de xarope de chocolate, chantilly ou produtos similares internamente durante estes jogos.

Isto porque qualquer coisa que contém açúcar pode alterar as proporções bactérias e leveduras na vagina. Além disso, os produtos açucarados podem causar infecções e também irritar a vulva.

Se você deseja incorporar jogos em suas relações sexuais, em que você usar diferentes sabores, procure os produtos mais saudáveis para isso.

 

Lembre-se: cuide sempre da saúde da sua vagina

A pele na vulva é a pele mais fina e mais sensível do corpo, e as coisas que nós pensamos que são inofensivas podem queimar, irritar ou infectá-lo.

Há hábitos que aprendemos desde que éramos crianças, que continuamos a fazer nos dias de hoje. No entanto, lembre-se sempre destas coisas que você nunca deve fazer em sua vagina, se quiser evitar situações desconfortáveis.

Ao colocar o conselho acima mencionado em prática, você vai evitar a perturbação do seu ecossistema vaginal. Isso irá lhe ajudar a cuidar da sua saúde e viver melhor.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here