Esta pequena e estranha criatura vive em seu corpo. Você não vai acreditar onde!

1218

Não paramos muito para pensar em quantos bichinhos vivem em nosso corpo, até porque isso seria assustador.

Minúsculas partículas de pó flutuam invisíveis no ar, mas você não vê, até que, de repente um feixe de luz solar atravessa a janela e o que era invisível se torna visível. Aquele raio de luz revela algo surpreendente.

Agora imagina olhar o que existe em nossa pele? Estamos falando daqueles pequenos micro-organismos que todos nós temos, que nascem, crescem e até morrem em nossos poros, como esse abaixo.

Parece assustador pensar que ele neste momento está em seu corpo, e talvez você até pare de ler essa matéria para tomar um banho, mas não precisa.

Esse cara aí, na verdade é totalmente inofensivo, e não apresenta nenhuma ameaça.

Para se ter uma ideia, eles são bem antigos, e ainda são ótimos campos de pesquisa usado por cientistas para poder descobrir mais sobre o homem na terra.

Seu nome é mais conhecido como ácaros. Podem ser de duas espécie, Demodex folliculorum e o Demodex brevis, e são parentes mais perto das aranhas e carrapatos.

Eles possuem oito patas, que podem ser curtas como também grossas, e estão localizadas perto da cabeça, parecidos com o de uma minhoca. Desde 1842 que há registro deles no ser humano.

Uma coisa interessante sobre esse cara, é que ele não possui canal anal, ou seja, eles comem, comem, e não fazem o nº 2 em você, o que já é um ponto positivo, né? Segundo pesquisadores, eles comem até morrer.

Mas onde afinal eles estão no corpo?

Não se assuste, mas eles estão nesse momento em seu rosto. Como o rosto tem uma concentração muito maior dessas glândulas e de poros maiores é o lugar perfeito para eles morarem.

Ainda não existe um conclusão sobre quais são exatamente seus benefícios, mas acredita-se que, como se alimentam de pele morta, eles fazem uma espécie de limpeza em seu rosto.

Claro que, em alguns casos, quando eles se acumulam muito no rosto, podem causar alguns problemas, como vermelhidão da pele, ou odor, mas normalmente isso acontece apenas em casos extremos em que a pessoa já tem algum problema de pele.

Existem um meio de acabar com eles? Sim e não. Você pode se livrar deles temporariamente, mas como ele podem ser pegos por qualquer contato de pele, até mesmo através de lençóis, toalhas, então possivelmente você pegará novamente.

Mas não se assuste, por mais pavoroso que parece ser, eles são amiguinhos, e por viver sempre grudados a nós, eles acabam ajudando os cientistas em pesquisas que são de extrema importância para conhecer mais o ser humano.

Pensando bem, ninguém nunca está sozinho!

Veja também:

O que você achou desse novo companheiro que vive grudado em seu rosto? Comente, deixe sua opinião!

COMPARTILHAR